Marília (SP): bolos com sabor de aconchego, releitura dos clássicos de vó

Com certeza você já usou a expressão: “Felicidade que transborda”. Agora, já ouviu falar em: “degustar felicidade”? “Lambuzar de alegria”? Então, precisa conhecer as proezas da Thaís Oliveira – Bolos Caseiros, releituras dos bolos clássicos com delinear contemporâneo.

Uma hipérbole de gostosura, com ingredientes de alta qualidade, o elevado grau de plenitude da confeiteira Thaís de Oliveira Camargo dos Santos é transmitido aos seus produtos artesanais. Alegria contagiante; o amor e a emoção estão presentes em cada etapa da afetuosa manufatura.

“A Bolos Caseiros nasceu de uma tradição de família que tem passado de geração em geração, só que numa versão nova mais atualizada, com um toque diferenciado, mais requintado”, explicou Thaís.

O empreendimento gastronômico localizado em Marília (SP) age diretamente nos prazeres das agradáveis lembranças da infância, bolos que ativam os encantos que habitam na memória afetiva.

“Faço bolos desde 2012. Minhas delícias sãos inspiradas nas receitas da minha mãe e da minha vó que também empreendia no setor. Fiz algumas adaptações para dar um toque autoral e contemporâneo”, contou.

“Gosto do modo tradicional de fazer bolos, como colocar as frutas direto na massa e nas caldas para ficar o mais caseiro possível,  parecendo bolo de vó, assim, agrada não somente o paladar, mas também interage justamente no campo das agradáveis recordações. Sem falar nos benefícios para saúde por consumir um produto natural, fresquinho”, completou.

Thaís Oliveira divide o tempo entre os encantos da confeitaria afetiva e o ofício de pedagoga, trabalha em uma escola há seis anos e está concluindo o curso de Pedagogia, uma atividade complementa a outra.

Tudo está envolto ao aconchegante ato de propagar felicidade, delícias que integram o seu mundo e levam um delicioso sabor de afago a cada encontro com o paladar.

Contatos:

WhatsApp: (14) 98117-0582 – Instagram: @thaisboloscaseiros – Facebook: /thaisdeoliveiracamargo

Fonte: Deborah Veneziano – Jornalismo Artesanal / Publieditorial

Deixe seu Comentário





This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.